Muitas vezes, o outono é sinônimo de repetidos resfriados para as crianças e de ansiedade para os pais, que muitas vezes são obrigados a se ausentar do trabalho para cuidar de seus filhos. Como tratar e prevenir a nasofaringite? Obtenha as respostas com o Dr. Popowski, pediatra.

 

O resfriado comum, uma infeção recorrente até os 6 anos de idade

A nasofaringite, ou resfriado comum, é uma infecção que se manifesta na forma de febre moderada ou nariz escorrendo. Embora seja inofensiva, ela ainda preocupa os pais cujos filhos pegam um resfriado depois do outro. “Até os 6 anos de idade, os pediatras tendem a ver nasofaringite não como uma doença, mas como um período em que a criança está desenvolvendo seu sistema imunológico. As crianças podem ter até 100 resfriados antes de elas serem vistas como uma enfermidade que requer antibióticos", explica o Dr. Popowski.

Boiron Criança Resfriadamask

A prevenção é fundamental

Para evitar ficar doente, existem alguns hábitos simples e eficazes que você pode adotar no seu dia-a-dia. O primeiro passo é evitar a poluição interna e externa. “É melhor não levar crianças para áreas externas quando está muito quente, devido ao nível alto de dióxido de carbono”. Em casa, para se livrar dos ácaros do pó, “Você deve arejar os quartos todos os dias e aspirar as cortinas, a roupa de cama e os travesseiros” e, ao mesmo tempo, manter uma temperatura de 18 a 20 graus nos quartos. A umidade também deve ser evitada, pois ela "causa mofo, que pode se tornar tóxico devido às moléculas que libera”. Quanto aos ursinhos de pelúcia, aquelas adoráveis placas de Petri, o médico recomenda colocá-los em um saco plástico no congelador durante a noite a cada duas semanas. Você também deve ter cuidado com as variações de temperatura e tirar o casaco, cachecol e chapéu do seu filho ao colocá-lo no carro. E fumar, mesmo que passivamente, tem um impacto na saúde do seu filho. “Você deve evitar fumar em lugares por onde a criança vai passar, mesmo que por pouco tempo, como o carro, pois a fumaça pode se infiltrar no estofado”.

Probióticos e lavagem nasal podem ajudar

Para as crianças pequenas, você pode experimentar probióticos, que são microrganismos vivos que têm um efeito benéfico na saúde do seu filho. Essas bactérias boas estão presentes no leite materno e no leite artificial. Os resfriados também podem ser causados por uma deficiência de ferro em crianças de 9 a 24 meses de idade, “que o pediatra poderá identificar por meio de uma alteração na curva de peso”. Uma dieta saudável é extremamente importante. Para as crianças que vão à escola ou à creche, é importante saber que estar em um grupo "é propício à nasofaringite, devido aos cômodos fechados e próximos, especialmente no inverno”. Se você quiser fazer tudo aquilo que puder para evitar os resfriados, você deve lavar suas mãos, dentes e cabelos para eliminar bactérias prejudiciais, e usar lenços descartáveis.

E a lavagem nasal preventiva, que pode ser a fonte de muito choro? “Essa remove o muco, que está cheio de probióticos que protegem a mucosa nasal. Use um aspirador nasal ou faça a criança assoar o nariz para eliminar as secreções”, e só o faça quando ela estiver resfriada!

Para cada sintoma, um tratamento

Além dos probióticos e da higiene pessoal, os medicamentos homeopáticos também podem ser utilizados para tratar o resfriado do seu filho. Eles podem ser usados para tratar todos os sintomas do seu filho, em qualquer idade. “Para um bebê com menos de 12 meses de idade, os glóbulos podem ser diluídos em uma garrafa contendo 60 ml de água e administrados ao longo do dia, agitando a garrafa a cada uso". Se o seu filho está com o nariz desobstruído e escorrendo, ou com o nariz vermelho e irritado, ou, ainda, com secreções amareladas ou esverdeadas que formam uma crosta, existem muitos tratamentos homeopáticos que podem ser usados.Em crianças pequenas, a nasofaringite pode ser combinada com complicações como infecções auriculares ou amigdalite, as quais podem ser de origem bacteriana. É nessas situações que o médico pode prescrever antibióticos.", explica o Dr. Popowski.

 

filho
doenças cotidianas

Compartilhe :

Facebook
Linkedin
test@tes.fr

LEIA TAMBÉM